Facebook       Twitter

Em reunião com movimentos sociais, Bruno Araújo defende medidas de transparência e melhorias no MCMV

0

O ministro das Cidades, Bruno Araújo, se reuniu nesta quarta-feira (08) com representantes de movimentos sociais (Movimento Nacional de Luta Pela Moradia –MNLM- e Movimentos dos Trabalhadores Sem Teto – MTST) para destacar as medidas que serão implementadas no âmbito do Programa Minha Casa Minha Vida, em 2017. As medidas propostas para este ano vão dar mais celeridade às contratações e reduzir o déficit habitacional no país.

Foto: Divulgação/ Ministério das Cidades

Foto: Divulgação/ Ministério das Cidades

Bruno Araújo reiterou o tratamento isonômico que continuará sendo dado às entidades, sem qualquer tipo de diferenciação e reforçou que existe a dotação orçamentária para este ano. “Para as próximas semanas 170 mil novas unidades habitacionais serão contratadas na Faixa 1: 100 mil no Fundo de Arrendamento Residencial, 35 mil rural e 35 mil na modalidade urbana”, afirmou.

Segundo o ministro, será publicada uma nova portaria, no final março, que também prevê, entre outros requisitos, a contratação no limite de 500 unidades habitacionais por empreendimento. “Existe uma preocupação em relação à redução dos déficits habitacionais regionais. No entanto estamos pensando em grandes aglomerações que não deram certo e que precisam de urbanização para ficar mais acolhedoras”, disse Bruno Araújo. O texto vai trazer critérios como maior transparência na contratação das unidades para dar um impulso maior às entidades que já estão preparadas, dando agilidade aos procedimentos juntos aos órgãos envolvidos.

O dirigente nacional do MNLM em Pernambuco, Paulo André de Araújo, elogiou as mudanças que estão previstas.  “O ministro é muito pragmático. Apontou mudanças que vemos como muito positivas”, disse.

Estiveram presentes a coordenadora de Programas Sociais do Ministério das Cidades, Isabel  Urquiza;  a conselheira do ConCidades, Carla Eduarda, os dirigentes do MNLM no Pará, Miguel Lobato e no Distrito Federal, Carlos Roberto, respectivamente.

MTST – Bruno Araújo também recebeu o coordenador do Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST), Guilherme Boulos. Na ocasião, ele reiterou a meta de contratações de 35 mil unidades em 2017 ano para atender à modalidade entidades do Programa Minha Casa Minha Vida.

Fonte: Ministério das Cidades

Compartilhar

Sobre o autor

Deixe um comentário

Últimas notícias

Download Premium Magento Themes Free | download premium wordpress themes free | giay nam dep | giay luoi nam | giay nam cong so | giay cao got nu | giay the thao nu

Powered by themekiller.com